Ocorreu um erro neste gadget

Advertência!

O conteúdo deste blog pode, literalmente, projetar você para algum lugar no tempo-espaço...

Translate

22 dezembro 2004

1 Ano de Posterapia


Posted by Hello

*Pois é, bem baiano isso... quase 1 ano escrevendo semi-besteiras nesse blog fantasma rsrsrsr começou cheio de gás mas hj arrasta-se irregularmente, n sei pra que finalidade eu criei junto com o "finado" Rafael que Deus o tenha em sua infinita misericórdia, que n posta há séculos, e Theo que entrou pra auxiliar e tb anda desaparecido... qualquer informação dos 2 comuniquem a polícia civil. Então algumas pessoas até acessam, me disseram que só aparece opção de coment para os usuários do blogger.com e blogger.com.br mas não chequei ainda isso... Em suma, serve pra mim como posterapia (post+terapia), uma forma de exteriorizar pensamentos diversos e difusos, uma forma de falar sozinho com alguém olhando.
Não sei como mas o contador tá pra mais de 1000 e eu n vejo esse povo por aqui!!! rararra nunca divulguei o endereço na net, acho que tinha receio de me tornar público- algo assim- até hj tenho. Detalhe que para conseguir abrir a caixa "Comments" é preciso clicar no botão "ir" do explorer novamente pois ele só abre da segunda vez. Se algum maluco visita esta pág, tenha um feliz natal e um belo ano novo!! muita paz, saúde e dinheiro! sucesso, estarei na ilha de Itaparica molhando os pés na água e bebendo cerveja com acarajé, até 2005 !!!

23 novembro 2004

28...

Vinte e oito vezes as chances renovaram-se para mim, não sei até quando mais irão, finjo não me preocupar com o fato de consumirem-se sem o devido aproveitamento.
Vinte e oito vezes eu contei incerto e inseguro a passagem do tempo,que não perdoa nem volta atrás. Para mim é mais que estranho,é deprimente o fato de que somos extremamente impotentes contra algumas verdades tidas como incontestáveis,tais como: Eu também vou ficar velho,eu não sou a pessoa mais interessante do mundo,a ma temática é chata,a trilha sonora do surf é o reggae e não o Men At Work,Beach Boys ou coisa do tipo,a trilha sonora da minha vida é renovável,eu também vou morrer,mesmo que não queira,quando se ama alguém é bem provável que essa pessoa não te ame.
Vinte e oito vezes o verão aqueceu os meus dias,trazendo consigo a esperança de dias melhores,como deve ser.
Vinte e oito vezes o inverno precipitou seu pranto sobre nossas casas,dando vida às nossas plantas,embaçando nosso olhar no nosso quarto,pelo vidro da janela,ajudando a materializar a saudade de álguém que já não se tem.
Eu espero tão somente poder entender isso tudo.É que talvez um dia algum amigo me pergunte o que foi o melhor da minha vida,eu deverei responder.A opinião acerca das coisas muda segundo o entendimento.
Devo entender tudo isso,ou seria notória minha desnecessidade de vida se por acaso morresse eu agora,pois teria jogado fora essa minha vida,e sobretudo,errado vinte e oito vezes...

08 novembro 2004

Se não fosse


Posted by Hello

*Haveria em mim maior explicação se não fosse a tórrida constatação de minha ingênua ignorância.
Haveria em mim maior motivação se não existisse tamanha obstrução de sonhos
Estaria eu, risonho e parafraseando anacronismos soltos se a passagem do tempo não fosse tão irrevogável e impiedosa.
Com certeza sofreria de amor verdadeiro se ao menos a clarabóia dos sentimentos estivesse aberta ao meu entendimento.
Sofreria um choque anafilático se no futuro, alguém pudesse me mostrar o presente e narrar os fatos da minha míope percepção da vida, ao mesmo tempo em que estaria me argüindo respostas em comparação ao meu passado.
Sentiria-me bem se perdesse a mania de acordar tarde e de causar fastio às normas de conduta da sociedade, porém, sabendo que não partiria de mim esse obséquio, entenderia como algo sobrenatural e de bom presságio essa possível mudança.
Poderia escrever um milhão de palavras se elas não fossem tão pessoais e notoriamente expressões de meus defeitos e necessidades íntimas.
Rebateria no ato, qualquer agressão sofrida se tivesse permissão divina para assim proceder.
Entraria em estado de coma se descobrisse quantos neurônios e dias de outono perderia, me envolvendo com drogas e futilidades imbecis de pseudomaduros jovens obsoletos, de grandes cidades e de grandes cabeças desprovidas de ausência do nada, de cultura e de atitude.
Sentiria-me burro se não soubesse a diferença entre as palavras: persistir e insistir. Seria realmente burro se ao menos não procurasse seus significados no dicionário.
Sentiria-me feliz se soubesse empregar com perfeição a vírgula, em todos os seus casos.
Poderia explicar o significado de um dejavu se ele se repetisse com mais freqüência.
Seria muito direto se conseguisse resumir tudo em poucas palavras.

23 outubro 2004

Velhos Tempos


Posted by Hello

Quando observo a juventude de hoje sinto uma imensa tristeza, sinto falta dos velhos e bons tempos em que eu ouvia , pela rádio do clube da AABB, músicas como "Sobre o Tempo"- do Nenhum de Nós- enquanto brincava naquelas paradas que giravam e giravam até vc vencer seu amigo ou sair tonto, nadava na piscina, fazia técnicas apuradas para pegar lagartas na terra com folhas de pinheiro, andava de bicicleta e ficava babando quando via alguém mais evoluido com mobiletes da Caloi, pow bicicleta com motor! mas eu me contentava com minha Bmx SuperStar preta, cuidávamos da pista de cross e das rampas, dia de chuva era lindo! meu pneu era furado e durava uns 45 minutos pra tornar a encher... voltava do colégio com os amigos, pulando passeios, falando sobre lendas e histórias absurdas sobre os moradores do caminho.
As tardes duravam uma eterindade, fazíamos armadilhas na areia de terrenos baldios, uma legião de amigos cada um passava na casa do outro, a rua toda se conhecia... atiravmos pedras em carros que passavam e depois nos escondiamos, rindo e com medo ao mesmo tempo, guerras de tampilhas de refrigerantes com espingardas de elástico, meu irmão colocava um colchão no passeio, subia no muro e pulava com um para-quedas feito com plástico de mesa... eu achava aquilo fantástico... ficava dando pressão: vai, vai, uhooo! assistia "Esquadrão classe A" "Spectromen" "Jaspion" "Super máquina"e dezenas de seriados japoneses, americanos...fora os desenhos...você podia ver uma criança andando pela rua perto das 12 da noite e era normal, lembro que fechávamos a rua (meninos e meninas) pra jogar baleado nas sextas-feiras até esse horário.
Cidade do interior, 3 irmãos, dezenas de amigos e conhecidos... dormindo na casa dos colegas, nossos pais viajavam juntos e nos levavam, famílias se aproximavam, e o mundo era bem maior, eu roubava goiaba da casa da vizinha até ela me pegar e falar: " é só me pedir meu filho!" e me deu um saco enorme daqueles de pão cheio de araçá (goiaba) - naquele tempo pão vinha em saco de papel, fanta vinha em garrafa de vidro, o carro do leite vinha na porta entregar, o carro do gás (quando n tinha o sino, tinha um cara em cima da caçamba batendo com um ferro num botijão vazio q nem um maluco)... ir na casa de dona Fia era de lei, pedir pra ela um pouco de mel, em sua casa tinha barris azuis com torneiras cheios de mel, tinha alguma coisa haver com o trabalho do marido dela... Todo guri tinha uma caminhonete de brinquedo da chevrolet, amarrava um cordão e pronto, passava o dia... qual foi a criança que nunca mascou "minichicletes" aquele vermelho no formato de um refil de nescafé de hoje, com quadrados coloridos, quem viveu pode até sentir o sabor na lembrança.
A coisa mais antiga que me lembro na minha infância é de uma bala que vinha em cartela com desenho de animais (girafa, leão, elefante) você pedia ao vendedor quantas queria e ele destacava... parecia com as balas "Soft" mas n lembro o nome. Algumas coisas nunca mudaram: Fósforos Guarani, pasta dental Phillips arg!, Batom Garoto, Farinha Láctea, Leite Ninho, Caldo de carne Knoor, Chicletes Adams... etc, por que a mentalidade das crianças tem que mudar? por que a vida moderna ofusca essa fase e transforma, suprime, queima etapas? serão adultos sadios? a mentalidade não anda muito precoce? namoro, sexo, celular na mão, tecnologia, pc e internet; ainda existe infância?
Lembro que tinha um relógio Cassio digital, e ficava a noite, na cama, acionando a luz como se fosse um vaga-lume enquanto meu irmão respondia o sinal com o dele. Não pensava em muita coisa... meu primeiro skate foi um "Pro Life" comprado no Paes Mendonça mas essa rede de supermercados não existe mais. Eu perdi meu boneco do Rambo na grama num dia de chuva, quando fez sol alguém passou a máquina de cortar nela, adivinha quem ficou em pedaços?

12 outubro 2004

Dia dos Bambinos Iguais


Posted by Hello

Rapaz... depois de ver tantos flogs, blogs, misturebas de sites e afins, descobri que sou um cara igual a todo mundo, existe centenas de milhares de pessoas como eu que usa blog como terapia e expressão de pensamentos soltos e difusos, as mesmas referências e até gostos parecidos... a mesma assimetria no olhar, as mesmas crises - eu adoro essa palavra - o mesmo desconforto em relação a tudo... me pergunte se eu acho isso ruim? eu não! me sinto bem em ser comum, "engrosso o coro dos cordentes e me contento em ser banal" - eu adoro fazer citações - me sinto bem em estar na média, no molde. Todos buscam ser diferentes, mas hoje, eu sei que o melhor é ser igual num determinado patamar, mas n vou explicar o pq... quebrei muito a cara pra entender, anos e anos de cognição e osmose rarar um dia eu conto... hoje é dia das crianças, Fernando Sabino morreu e fez questão de pedir que gravássem em sua lápide "Aqui jaz Fernando Sabino, nasceu homem e morreu menino" Tenham um bom feriado! ótimo não, que ótimo é mulher que fala kkkkkk, abraços!

09 outubro 2004

O Grande Clássico


Posted by Hello

07/05/2002 - 21h07
"Dom Quixote" é eleito o melhor livro de todos os tempos
da Reuters, em Oslo

"Dom Quixote", a narrativa espanhola do século 17 sobre um cavaleiro que vive entre um mundo de fantasia e realidade, foi eleita a melhor obra de ficção do mundo por um time dos mais famosos escritores do mundo na terça-feira.

O livro de Miguel de Cervantes deixou para trás as peças de Shakespeare e obras de arte de autores do calibre de Homero e Tolstói, de acordo com a pesquisa conduzida com 100 autores de 54 países.

Entre os escritores que votaram figuram Salman Rushdie, Milan Kundera, John Le Carre, John Irving, Nadine Gordimer, Carlos Fuentes e Norman Mailer.

Eles deram a "Dom Quixote" 50% a mais de votos que o segundo lugar - "Em Busca do Tempo Perdido", de Marcel Proust - na pesquisa de 100 livros, histórias e peças de teatro.

Detalhes sobre os livros que se seguiram a "Dom Quixote" ainda não foram divulgados. Cada autor teve de escolher 10 trabalhos que considerava os "melhores e mais importantes livros da literatura mundial".

"Dom Quixote", um romance satírico publicado em duas partes em 1605 e 1615, conta a história de um cavaleiro envelhecido que vaga pela Província da Mancha, no centro da Espanha, realizando tolos atos de bravura para provar seu amor por Dulcinéia del Toboso, a quem nunca conheceu.

A pesquisa foi organizada pelos editores dos Clubes do Livro Noruegueses como parte de uma campanha para promover a leitura de clássicos contra os desafios da televisão, vídeo e jogos de computador.

Segundo o Clube, 10 escritores tiveram mais de um livro na lista: Dostoiévski apareceu com quatro, Kafka, Shakespeare e Tolstói com três e Faulkner, Flaubert, Garcia Márquez, Homero, Thomas Mann e Virginia Woolf com dois.

Dos cem melhores livros, mais de dois terços deles foram escritos por europeus, quase metade foi escrita no século 20 e 11 foram escritos por mulheres."

Fonte: Folha Online


Posted by Hello

* Bem, já o citei no post passado mas quando vi esta notícia achei muito válido postar. É um livro ótimo, ainda não li nem a metade dele mas eu chego lá, tb estou com a versão original que apresenta "n" esclarecimentos no rodapé de cada folha a medida que passamos elas, sem essas notas fica muito difícil entender a que Cervantes se refere... o Prólogo é bem grande e um pouco difuso mas quando você começa a ler ocorre uma mudança fabulosa, eu ri demais, achava que o livro era sério, sisudo... mas quem diria! é muito engraçado. O difícil, no começo, é que o vocabulário é bem culto e antigo porém, depois que vc pega outra literatura pra ler, vira fichinha se comparado a Dom Quixote de la Mancha rsrsr os termos são brutais mesmo, cada palavra que eu fico viajando no significado, e cada referência a outras obras literárias, que fazem com que eu me sinta bem burro e ignorante :B mas tudo bem... alguns regionalismos de época mas tudo bem! quase o mesmo nipe de Machado de Assis (que eu idolatro) e cultura nunca é demais.
"Oh! Bendito o que semeiaLivros... livros à mão-cheia... E manda o povo pensar! O livro caindo n'alma É germen ­ que faz a palma, É chuva ­ que faz o mar." (Castro Alves)

04 outubro 2004

La Dolly Vita


 Posted by Hello

às vezes acho que sou um idiota, gentilmente percebo certas coisas, certas palavras aveludadas em tons de suavidade desprendida, em ritmo de brincadeira, talvez eu seja cego! talvez eu seja tolo "sou cego não nego, enxergo quando puder, só vejo obscuro objeto, desejo indireto, será que você me entende?" é ridículo quando você não se conhece... e é inútil pois somos diversos seres singulares para cada pessoa que conhecemos, algumas de múltiplas faces... ao menos sou assim, um estranho às minhas vistas, um viajante que toma o mesmo ônibus sempre, sempre para na mesma estação, quase sempre sozinho compra a passagem de volta... sempre pela janela enxerga a mesma paisagem num mundo pequeno, quase como "O Pequeno Príncipe" em seu planeta esférico, desgravitacional e florido apenas por uma flor, enquanto o mundo gira através das leis e aconselhamentos de "O Principe" de Maquiavel, um mundo seco... e no caminho de volta, talvez espera que alguém sente-se ao seu lado e mude a direção de sua vida. Alguém que desça do ônibus com ele e caminhe a pé ao seu lado, sem se importar com o tempo, mudando a direção... um viajante que escuta demais, que vê demais, que fala de menos e conseqüentemente se importa com tudo... se importa em ser agradável e gentil, doa o obséquio de não gerar lágrimas aos outros, mede milimetricamente as palavras pra que as mesmas não transmitam desconforto ondular ao ouvido alheio, um viajante que deixa troco, segue a mesma calçada e sonha em preto e branco, não acha graça em quem sorrir demais, um clandestino aceito por interesse momentâneo, passageiro, andarílho de 3 quarteirões, um Dom Quixote apeado num rocinante desanimado e dautônico...
Alguém que tem a impressão de que o telefone sempre toca quando se está ouvindo o som, e que acha que o alarme não vai conseguir despertar, não é tão radical dizer que o pessimista é um otimista experiente e arrependidio, acho que Schopenhauer estava certo, por que ser tão agradável? Por que suavizar os eufemismos?, não! o viajante não ganha passagem de graça, o ônibus não para na porta, passa ao largo, a vida não pede bença, não pede licença, não alivia, não anestesia, não pergunta como foi o dia, a vida não cede lugar para o idoso, não entende o silencioso, não empresta, não se doa, a vida não abençoa.

02 outubro 2004

Mas nós estamos por aí...


Posted by Hello


Cidade em Chamas - Engenhaw
(Humberto Gessinger)

As chances estão contra nós
Mas nós estamos por aí
A fim de sobreviver
Como um avião sobrevoa
A cidade em chamas
A cidade em chamas

No meio da confusão
Andando sem direção
A fim de sobreviver
Só pra ver como brilha
A cidade em chamas
A cidade em chamas

Se o que eu digo
Não faz sentido
Não faz sentido, ficar ouvindo
Mas o que eu digo
Não é mentira
Não faz sentido
Ficar mentindo

Enquanto as bombas caem do avião
Deixando de recordação
A cidade em chamas
A cidade em chamas

Já ouvimos esta história
Sabemos como acaba
Acontece quase tudo
Não muda quase nada
Já vimos este filme
Sabemos como acaba
Explodem quase tudo
Não sobra quase nada

Então, só resta uma solução
Sair no meio da sessão
Pra ver a cidade em chamas
A cidade em chamas

As chances estão contra nós
Mas nós estamos por aí
A fim de sobreviver
No meio da confusão
Andando sem direção
A fim de sobreviver

Enquanto as bombas caem do avião
Deixando de recordação
A cidade em chamas
A cidade em chamas

Não basta ter coragem
É preciso estar sozinho
É preciso trair tudo
E trazer a solidão
Eu sei que eles tem razão
Mas a razão é só o que eles tem

?Quantas bocas se fecharão
Quando a bomba beijar o chão
Da cidade em chamas?
A cidade em chamas...

As chances estão contra nós
Mas nós estamos por aí
A fim de sobreviver
Como um avião sobrevoa
A cidade em chamas

27 setembro 2004

Coisa Minha

Sabe quando vc escuta uma música e ela te incita? vc pensa que de alguma forma o cara que a fez estava pensando o mesmo que vc esta pensando na hora que a ouve. Seu ritmo torna as coisas melhores... atualmente tem uma música que escuto direto, ela me motiva, parece que estou sendo impulsionado por uma força, algo girando na minha mente, uma engrenagem em alta rotação... estou gostando mais da banda por causa dela: Foo Fighters - Everlong. É incrível como uma música pode fazer parte de uma fase, de um momento, ou até pra a vida toda. Como se fosse um cavalgar, " Vá em frente", " Continue"... não sei as coisas irão dar certo, mas assim espero... gosto de escutar bandas que poucas pessoas curtem, não que esse seja o caso, mas é como se fosse algo pessoal. Parei de ouvir certas bandas porque elas tornaram-se muito populares, outras eu ainda mantenho viva a chama, não vou citar nomes pq n tem graça né. De qualquer forma ai vai a letra dessa grande música:


Foo Fighters - Everlong

EVERLONG - POR MUITO TEMPO

Olá
Eu tenho esperado aqui por você
Por muito tempo

Esta noite
Eu me atirei para dentro
E fora do vermelho, fora de sua cabeça,
Ela cantou

Desça
E desperdice comigo
Desça comigo

Devagar como
Você queria que fosse
Estou sobre minha cabeça,
Fora de sua cabeça, ela cantou

E eu adoro
Quando eu canto com você
Se tudo pudesse sempre
Se sentir real desta forma
Se qualquer coisa pudesse sempre ser
Bom novamente
A única coisa que eu sempre
Irei te pedir
Você tem que prometer nunca
Parar quando eu disser "quando"
Ela cantou

Expire
Então eu posso te inspirar
Segurar você por dentro

E Agora
Eu sei que você sempre esteve
Fora de sua cabeça, fora de minha cabeça,
Eu cantei

E eu adoro
Quando eu canto com você
Se tudo pudesse sempre
Se sentir real desta forma
Se qualquer coisa pudesse sempre ser
Bom novamente
A única coisa que eu sempre irei te pedir
Você tem que prometer nunca
Parar quando eu disser quando
Ela cantou

E eu adoro...
Se tudo pudesse sempre
Se sentir real desta forma
Se qualquer coisa pudesse sempre ser
Bom novamente
A única coisa que eu sempre irei te pedir
Você tem que prometer nunca
Parar quando eu disser quando

05 setembro 2004

"Construa e eles virão"


Posted by Hello


Toda vez que me encontro assistindo tv eu fico pensando em como eu poderia estar fazendo outra coisa, penso que poderia fazer algo mais real, mas emocionante e etc. Porém, todavia, e etc rsrs no momento eu não posso fazer o que me der na telha, não posso sonhar em uma casa linda e bem arrumada sem atentar pra construção do alicerce, das paredes... não posso pensar em sucesso sem me modificar, sem me adaptar. Mas eu vou conseguir, estou tão nerd que chega dá medo, estou diferente do costumeiro Pedro, iii rimou, estou fazendo poesias e tudo e lendo e estudando, tudo de verdade, antes era de mentira, n sei como concluí o 2° grau nem como passei numa universidade pública quando o curso era o 3° mais concorrido...
Adoro quando passa a propaganda do ministério da educação- com aquele cara de uma outra propaganda do consórcio Yamaha- não sei porque mas eu adoro ela, e ae vai a letra que me pego cantando diretoooo:

Pra aprender a ler
pra isso não tem hora
Pode ser de dia
Pode ser de noite
Pode ser agora

Pode ser jovem
Pode ser adulto
Ou aposentado
Pra aprender a ler
Só não pode ficar parado

e bis e mais bisss

Um abraço a todos que lêm minhas crises, "são um tiquinho, é muito pouco, é quase nada, mas não tem outros mais bonitos no lugar" como diria Gonzagão, Moninha moça quando tiver saudades lê um pouco, esse sou eu rararara

29 agosto 2004

Longe dos Olhos, Distante do Coração

Quando se está longe de tudo pensamos de forma diferente, existe algo diferente, algo que nos coloca frente a frente com um questionamento qualquer que seja, a câmera escondida de 360°, a face oculta, outros olhos nus - não os seus de costume - outros... e você percebe que tudo continua do mesmo modo, quase estático numa espécie de areia movediça lenta e enfadonha, preguiçosa, uma gravidade de chumbo terrível beirando a inércia. Ora mova-se! você pensa, mover-se pra onde? vou mudar, vou fazer tal coisa, quero isso e aquilo, como? por onde começar? e nós sabemos por onde, mas algo nos barra, nos impossibilita a ação. Seria o medo? nãããooo acho que não, seria a descrença ou desânimo? talvez, mas realmente isso tem um nome, chama-se "olhos fechados", cegueira, imediatismo soberbo e burro... quando lembramos do passado admitimos a mudança com o tempo. A falta de malícia, inteligência, maturidade... ou o excesso de orgulho, egoísmo e preconceito é tão claro porém anos depois, por que não percebemos estas falhas no presente? um dia alguém nos trará a resposta mas enquanto isso, erremos! ide pelo mundo sem controle de sua mente, sem tempo de pensar no que vai dizer, sem tempo de filosofar e ver com outros olhos o que os olhos ainda não podem ver.
Algo comum pode se tornar raridade e algo raro pode se tornar banal "E tudo ficou tão claro/o que era raro virou comum/como um dia depois do outro/como um dia/um dia comum..." e essa mudança nos causa impacto, admiração de sentidos " E tudo ficou tão claro/um intervalo na escuridão/uma estrela de brilho raro/um disparo para o coração..." mudança de atitude essa é a chave, abre qualquer cadeado, abre qualquer porta.

23 agosto 2004

A mudança, o tempo, a vida

A mudança é irma do tempo. Alguem duvida?
Olhe-se no espelho, e veja o que aparece. É interessante quando voce ve algo refletido e não reconhece. É dificil aceitar, mas sim, voce mudou. Provavelmente meio para melhor meio para pior. Um inteiro que voce transforma todos os dias.
Não sei se a mudança é uma coisa ruim, não sei o que sera do futuro. Mas sinto saudades do passado. Lembranças que recorrem, aquelas que voce quando se recorda, olha para o infinito, seus ouvidos não mais escutam o presente, e que voce ouve vozes que falam, não sabem de onde elas vem, mas não liga para isso.
Lembranças de anos atras ou dias. Lembranças que te fazem pensar " é ..., eu achava que era assim, mas hoje, o mundo mostrou suas garras". Essas talvez são as mais dificeis, porque muda não um simples conceito, mas uma engrenagem que voce construiu ao longo do tempo em seu interior para enfrentar o mundo. Voce olha o presente com uma visão do passado. E quase não acredita no que vê. Dói, mas a realidade é o presente, e não o sonhado passado.
Temos que mudar, temos que mudar.
O mundo muda, o passado fica em nossas memorias, e o presente nos escapa.
Devemos ver o futuro para nos prepararmos para o presente.
.
-------------------------------A vida é isso-----------------------------------------------------
---Um emaranhado de sentir o passado, tentar ver o futuro e viver no presente.---

02 agosto 2004

Silogismo

SILOGISMO = (pensar, refletir) O silogismo é a dedução feita a partir de duas proposições denominadas premissas, de modo a originar uma terceira proposição logicamente implicada, denominada conclusão. É exercício que deve ser estimulado diariamente na dialética, de maneira espontânea e natural. Por exemplo, se a criança de dois anos e meio sobe em uma cadeira sem apoio, os pais têm várias opções de conduta. Podem simplesmente tirar a criança da cadeira. Podem ameaçar a criança: - Você vai cair daí seu infeliz!... Ou podem treinar a arte do silogismo: - Se você subir em um lugar alto e se você cair, vai se machucar.
Exemplos:

Silogismo 1
Deus ajuda quem cedo madruga
Quem cedo madruga, dorme à tarde...
Quem dorme à tarde, não dorme à noite...
Quem não dorme à noite, sai na balada...
Conclusão: Deus ajuda quem sai na balada!!!

Silogismo 2
Deus é amor.
O amor é cego.
Steve Wonder é cego.
Conclusão: Steve Wonder é Deus.

Silogismo 3
Disseram-me que eu sou ninguém.
Ninguém é perfeito.
Logo, eu sou perfeito.
Mas só Deus é perfeito.
Portanto, eu sou Deus.
Se Steve Wonder é Deus, eu sou Steve Wonder!!!
Meu Deus, eu sou cego!!!

Silogismo 4
Imagine um pedaço de queijo suíço, daqueles bem cheios de buracos.
Quanto mais queijo, mais buracos.
Cada buraco ocupa o lugar em que haveria queijo.
Assim, quanto mais buracos, menos queijo.
Quanto mais queijos mais buracos, e quanto mais buracos, menos queijo.
Conclusão: quanto mais queijo, menos queijo.

Silogismo 5
Toda regra tem exceção.
Isto é uma regra.
Logo, deveria ter exceção.
Conclusão: nem toda regra tem exceção.

Silogismo 6 Existem biscoitos feitos de água e sal.
O mar é feito de água e sal.
Conclusão: o mar é um biscoitão.

Silogismo 7
Quando bebemos, ficamos bêbados.
Quando estamos bêbados, dormimos.
Quando dormimos, não cometemos pecados.
Quando não cometemos pecados, vamos para o Céu.
Conclusão: vamos beber para ir pro Céu!

Silogismo 8
Penso, logo existo.
Loiras burras não pensam, logo, loiras burras não existem.
Meu amigo diz que não é viado porque namora uma loira inteligente.
Se uma loira inteligente namorasse meu amigo ela seria burra.
Como loiras burras não existem, meu amigo não namora ninguém.
Conclusão: meu amigo é viado mesmo.

Silogismo 9
Hoje em dia, os trabalhadores não têm tempo pra nada.
Já os vagabundos..., têm todo o tempo do mundo.
Tempo é dinheiro.
Conclusão: os vagabundos tem mais dinheiro que os trabalhadores.

Silogismo 10
Dizem que as baratas são as únicas a sobreviverem a uma guerra nuclear.
A esperança é a última que morre
Conclusão: a barata é o símbolo da esperança!!!!!

* rsrs meu Deus quanta besteira, mas essas paranóias são legais pra rir... o que? vc n achou graça? tem nada não, quem ri por último ri atrasado, já que os últimos serão os primeiros vc já riu e nem percebeu segundo o silogismo.

31 julho 2004

Amar e Mudar as Coisas


Eu não estou interessado em nenhuma teoria
Em nenhuma fantasia nem no algo mais
Longe o profeta do terror que a laranja mecânica anuncia
Amar e mudar as coisas me interessa mais
Muito mais...me interessa
Eu não estou interessado em nenhuma teoria
Nessas coisas do oriente, romances astrais
Minha alucinação é suportar o dia-a-dia
Meu delírio é a experiência com coisas reais
Um preto, um pobre,
Um estudante, uma mulher sozinha
Blue jeans e motocicletas, pessoas cinzas normais
Garotas dentro da noite...revólver:"cheira cachorro"
Os humilhados do parque com os seus jornais
Me interessam
Amar e mudar as coisas me interessa mais
Um corpo cai do oitavo andar
A solidão das pessoas nessas capitais
A violência da noite...o movimento do trâfego
Amar e mudar... amar e mudar
Amar e mudar as coisas me interessa mais
Eu não estou interessado em nenhuma teoria
Em nenhuma fantasia nem no algo mais
Longe o profeta do terror que a laranja mecânica anuncia
Amar e mudar as coisas me interessa mais


* Um alô pro pessoal da Vilfarma, em breve aniversário de papi e eu já estou auto-convidado pois não tem aquele programa do governo: "Amigos da Escola" ? então, eu sou de um programa novo chamado, "Amigos da Empresa" rsrrsrs, valeu!! uma letra desse cantor e compositor de ótima qualidade, na verdade essa é uma versão da letra com alguns cortes e alterações gravada pelos Engenheiros do Hawaii, no álbum Minuano. É eu gosto muito do engenhav, fazer o q... enjoy yourself!

28 julho 2004

O Amor é Cego


 Posted by Hello

 Hoje foi aniversário de minha irmã Cíntia e no meio da festa depois de vermos um DVD do Titãs acústico muito bala que tinha a presença de Jimmi Cliff e tudo - eu adoro reggae pelo conteúdo de suas letras e seus ideais, na minha adolescência ouvi Bob Marley; detesto os boyzinhos que não sabem que seu nome era Robert Nesta Marley e  sempre acham que "Legend" é um de seus álbuns, não passa de uma simples coletânia; que não sabem que The Willers veio da formação de Bob com Peter Tosh e Bunny (Wailer) etc etc - paramos pra assistir um filme chamado " Shallow Hal" adaptado para "O Amor É Cego". Lembro que quando o assisti ha certo tempo atrás não tinha analisado seu conteúdo nem sua qualidade, é um filme espetacular e fenomenal ao mesmo tempo. Já assisti "Titanic", "Ben-Hur", "Cidadão Kane", "E O Vento Levou" etc e nenhum deles me tocou nem me causou tanta admiração, um filme simples, engraçado é na verdade uma comédia mas muito bem engajada. A percepção da  realidade e da condição humana é incomum e desconcertante, por mais que o filme seja engraçado, por mais que só tenhamos vontade de rir.


 Posted by Hello

  A segunda vez parece que nos causa reflexão e afluência de sentidos, a forma genial como o protagonista "Hal" passa a enxergar as pessoas apenas pelo seu interior aborda aspectos sociais e afetivos basicamente muito sérios para um filme dessa categoria. Obesidade, deficiência física, jogo de interesses, amizade, amor, superficialismo nas relações... de tudo isso trata o filme. Você se senta na frente da tv, faz uma pipoca e espera um filme típico americano, uma comédia romântica tipo "Noiva Em Fuga", ou "Casamento Grego" ou " Será Que Ele É?" e recebe muito mais que isso, sinceramente você recebe uma lição de vida, uma lição de moral esfregada na sua cara, e da melhor forma possível, sem dor, rindo pra caralho. Francamente a melhor trilha sonora que já vi até hoje, muito boa mesmo, sincroniza perfeitamente com o segmento das cenas... aqui vai o site oficial pra quem tem maior curiosidade em conhecer, no mais beijos maninha e feliz aniversário: 27 de julho, não preciso dizer o que penso, basta um olhar, basta uma visita minha, ver meus sobrinhos que amo e sou apaixonado ao mesmo tempo, ver o rumo que escolheu pra sua vida... só espero que você esteja feliz, eu acho que hoje eu sei que você está, apesar dos problemas... você que só de me olhar pela fração de 2 segundos sabe o que eu estou pensando, e sabe que eu não posso esconder nada de você. Felicidades!!   


23 julho 2004

William Blake, Bruce Dickinson, alquimia e poesia

sica
Bruce Dickinson  Posted by Hello


Dark Saga Revisited

The ladder falls away                 A escada decai para longe 
At the gates of Urizen                Nos portões de Urizen 
Fallen eagles blaze                     Águias enfraquecidas queimam 
At the gates of Urizen                Nos portões de Urizen 
Eternal twins are damned        Gêmeos eternos são condenados 
At the gates of Urizen                Nos portões de Urizen 
Separate lives begin...               Vidas separadas começam...   



  O pequeno texto acima que nos serve de mote é parte de Gates of Urizen, composição de Bruce Dickinson que está presente no  Àlbum Chemical Wedding. Chemical Wedding fala sobre alquimia e tem o respaldo de uma personagem: o poeta, ilustrador, pintor e alquimista inglês William Blake. Nascido a 28 de Novembro de 1757 em Londres, o terceiro filho do casal Blake tornou-se conhecido por seus livros The Book of Thel, The Marriage of Heaven and Hell, The First Book of Urizen e por seus trabalhos como ilustrador (alguns de seus quadros chegaram até nós durante a XXIV Bienal internacional) Fez aquarelas para o Livro de Jó e ilustração para a Divina Comédia, de Dante. Encontramos no Brasil uma versão bilingüe para O Livro de Thel, para O Casamento do Céu e do Inferno e seu demônio Urizen atualmente é encontrado nas ilustrações de Capullo.


Pintura de Blake  Posted by Hello


 Provérbios do Inferno


No tempo de semeadura, aprende; na colheita, ensina; no inverno, desfruta.
Conduz teu carro e teu arado sobre a ossada dos mortos.
O caminho do excesso leva ao palácio da sabedoria.
A prudência é uma rica, feia e velha donzela cortejada pela Impotência.
Aquele que deseja e não age engendra a peste.
O verme perdoa o arado que o corta.
Imerge no rio aquele que ama a água.
O tolo não vê a mesma árvore que o sábio vê.
Aquele cuja face não fulgura jamais será uma estrela.
A Eternidade anda enamorada dos frutos do tempo.
À laboriosa abelha não sobra tempo para tristezas.
As horas de insensatez são medidas pelo relógio, as de sabedoria, porém, não há relógio que as meça.
Todo alimento sadio se colhe sem rede e sem laço.
Toma número, peso e medida em ano de míngua.
Ave alguma se eleva a grande altura, se se eleva com suas próprias asas.
Um cadáver não revida agravos.
O ato mais alto é priorizar o outro.
Se o tolo persistisse em sua tolice, sábio se tornaria.
A tolice é o manto da malandrice.
Prisões se constroem com pedras da Lei; Bordéis, com tijolos da Religião.
A vanglória do pavão é a glória de Deus.
O cabritismo do bode é a bondade de Deus.
A fúria do leão é a sabedoria de Deus.
A nudez da mulher é a obra de Deus.
Excesso de pranto ri.
Excesso de riso chora.
O Rugir de leões, o uivar dos lobos, o furor do mar em procela e a espada destruidora são fragmentos de eternidade, demasiado grandes para o olho humano.
A raposa culpa o ardil, não a si mesma.
Júbilo fecunda.
Tristeza engendra.
Vista o homem a pele do leão, a mulher, o velo da ovelha.
O pássaro um ninho, a aranha uma teia, homem amizade.
O tolo, egoísta e risonho, e o tolo, sisudo e tristonho, serão ambos julgados sábios, para que sejam exemplo.
O que agora se prova outrora foi imaginário.
O rato, o camundongo, a raposa e o coelho espreitam as raízes: o leão, o tigre, o cavalo e o elefante espreitam os frutos.
A cisterna contém: a fonte transborda.
Uma só idéia impregna a imensidão.
Dize sempre o que pensas e o vil te evitará.
Tudo em que se pode crer é imagem da verdade.
Jamais uma águia perdeu tanto tempo como quando se dispôs a aprender com a gralha.
A raposa provê a si mesma, mas Deus provê ao leão.
De manhã, pensa.
Ao meio dia, age.
Ao entardecer, come.
De noite, dorme.
Quem consentiu que dele te aproveitasses, este te conhece.
Assim como o arado segue as palavras, Deus recompensa as preces.
Os tigres da ira são mais sábios que os cavalos da instrução.
Da água estagnada espera veneno.
Jamais saberás o que é suficiente, se não souberes o que é mais suficiente.
Ouve a crítica do tolo! é um direito régio!
Os olhos de fogo, as narinas de ar, a boca de água, a barba de terra.
O fraco em coragem é forte em astúcia.
A macieira jamais pergunta à faia como crescer; nem o leão ao cavalo como apanhar sua presa.
Quem reconhecido recebe, abundante colheita obtém.
Se outros não fossem tolos, seríamos nós.
A alma imersa em deleite jamais será maculada.
Quando vês uma águia, vês uma parcela do gênio; ergue a cabeça!
Assim como a lagarta escolhe as mais belas folhas para pôr seus ovos, o sacerdote lança suas maldições sobre as alegrias mais belas.
Criar uma pequena flor é labor de séculos.
Maldição tenciona: Bênção relaxa.
O melhor vinho é o mais velho, a melhor água, a mais nova.
Orações não aram! louvores não colhem! alegrias não riem! tristezas não choram!
A cabeça, sublime; o coração, paixão; os genitais, beleza; mãos e pés, proporção.
Como o ar para o pássaro, ou o mar para o peixe, assim o desprezo para o desprezível.
O corvo queria tudo negro; a coruja, tudo branco.
Exuberância é Beleza.
Se seguisse os conselhos da raposa, o leão seria astuto.
O Progresso constrói caminhos retos; mas caminhos tortuosos sem progresso são caminhos de gênio.
Melhor matar um bebê em seu berço que acalentar desejos irrealizáveis.
Onde ausente o homem, estéril a natureza.
A verdade jamais será dita de modo compreensível, sem que nela se creia.
Suficiente! ou demasiado.


Os Poetas antigos animaram todos os objetos sensíveis com Deuses e Gênios, nomeando-os e adornando-os com os atributos de bosques, rios, montanhas, lagos, cidades, nações e tudo quanto seus amplos e numerosos sentidos permitiam perceber.
E estudaram, em particular, o caráter de cada cidade e país, identificando-os segundo seu deidade mental; Até que se estabeleceu um sistema, do qual alguns se favoreceram, & escravizaram o vulgo com o intento de concretizar ou abstrair as deidades mentais a partir de seus objetos: assim começou o sacerdócio;Pela escolha de formas de culto das narrativas poéticas.E proclamaram, por fim, que os Deuses haviam ordenado tais coisas. Desse modo, os homens esqueceram que todas as deidades residem no coração humano. 


  
Posted by Hello 

Chemical Wedding (Dickinson/Roy) 
Casamento Químico

How happy is the human soul 
Quão feliz é a alma humana 
Not enslaved by dull control 
Não escravizada por dúbio controle 
Left to dream and roam and play 
Deixada para sonhar e vagar e brincar 
Shed the guilt of former days 
Difluindo a culpa de dias moldados 
Walking on the foggy shore
Andando no nevoado litoral   
Watch the waves  come rolling home
Assistindo as ondas  chegarem rolando de casa   
Through the veil of pale moonlight 
Pelo véu da pálida luz da lua 
My shadow stretches out its hand... 
Minhas sombras estiram suas mãos... 
Chorus: Refrão: 
And so we lay
E então nos deitamos   
We lay in the same grave 
Nos deitamos na mesma cova   
Our chemical wedding day
O dia do nosso casamento químico   
Chorus 
Floating in the endless blue 
Flutuando no infindo azul   
My seed of doubt 
Minha semente de dúvidas  
I leave to you 
eu deixo com você   
Let it wither on the ground
Deixe-o definhar no chão   
Treat it like a plague  you found 
Trate-o como uma epidemia  que você achou   
All my dreams  that were outside 
Todos os meus sonhos  que estavam lá fora 
In living colour, now alive 
Em claras cores, agora vivas 
And all the lighthouses 
E todas as luzes de casas 
Their beams converge 
Sua cobertura cintilante 
to guide me home... 
que me guia para o lar... 
Chorous




 Posted by Hello
"A mesma formação de Accident Of Birth. Este é mais um disco imperdivel, mais pesado, com bons riffs de guitarra. A parte instrumental ficou perfeita e as letras se encaixaram perfeitamente. É dificil destacar uma música em especial, mas a faixa título e "The Tower" (cujo riff inicial lembra o Iron da fase Killers) são verdadeiras obras-primas. A arte do encarte é um caso à parte. A "química" das faixas realmente funcionou. Bruce baseou suas letras em poemas do inglês William Blake, que tinha como tema principal a alquimia, ciência que tinha como objetivo tranformar ferro em ouro."

Blake  Posted by Hello

* Bem, taí um pouco de Blake um poeta fodíssimo, um dos que mais gosto, influenciou até no nome da banda "The Doors" e Dickinson que não precisa nem de comentários... pra quem não sabe é o vocal do Iron Maiden - que tb não necessita de elogios senão o post n acaba - e faz esse trabalho paralelo incrível. Poesia e Heavy Metal numa sonoridade única, sou fã dessas duas figuras fenomenais.  Desculpe, se você não curte  ao menos leia um pouco de Blake, mas se gostar vê a letra da música que é muito boa meeesmo!!




21 julho 2004

A Sete Chaves



 Posted by Hello

  ...Um dia me encontrava no meu pc, conectado no mirc, numa daquelas noites chatas, conversando com poucas pessoas, alguns amigos, alguns pvt´s fechados e frios. Entrei no #brasil, não lembro quem clicou em quem só lembro que o nick me chamou a atenção, Si_Joplin. Pensei: “ó que massa! alguém que curte a Janis, q milagre, alguém de bom gosto musical, vou trocar uma idéia, será que é mulher? e se for Simão? não seu lerdo! deve ser uma gata... talvez Silvana ou Simone... é deve ser" comecei a teclar e não parei até hoje.
  Do mirc para o Messenger, e dias e noites e conversas... a terra já completou sua elipse ao redor do sol umas 3 vezes, os astros mudaram de lugar, o meu cachorro já cresceu durante esse tempo, os dela também cresceram, ela já se mudou durante esse tempo, eu também mudei de casa... sorrisos, ela ri das minhas besteiras e eu dou muita risada com ela, ás vezes conversamos coisas sérias, ás vezes falta assunto, vez ou outra estamos on-line mas sem nos falar, perto de um clique e longe na distância... adoro ela, nós nunca brigamos e até brincamos com isso, somos basicamente os mesmos desde o começo, somos sinceros, somos amigos. Inventamos uma nova forma de amor, amor sem se amar fisicamente, amo seu coração e acho que ela ama ao meu, amor de irmãos, um bom sentimento que ela me ensinou a criar e eu também ensino a ela quando nos falamos... e como falamos!! sem noção de responsabilidade, de tempo.
  Conversamos sobre a vida e ela adora estrelas, eu até tento enxergá-las no céu, mas nunca estou de óculos, ela sempre está de óculos (só os tira pra tomar banho e pra dormir) e é tão boba quanto eu! ela tem os seus problemas e eu tenho os meus, mas fingimos que nada vai nos abalar, dois românticos...ela sempre me pede 1 minuto, eu sempre estou desocupado pra esperar, ela adora ler e conhece muita coisa, eu adoro escrever e conheço muita coisa... Ela escreve também e escreve bem! eu não leio tanto assim... eu gravo nossas conversas e fico rindo depois, ela tem preguiça de aprender a gravar, ela detesta que alguém altere a ordem natural de seus downloads, enquanto eu adoro pedir pra ela baixar algum arquivo. Ela tem 3 flogs e 2 blogs e eu comento em todos, eu só tenho um blog e ela é a única pessoa que comenta, mas seu coment vale por 20. Ela é doida e extrovertida, eu acho que não tenho juízo e sou tímido... mas ela, ela consegue ficar tímida na frente de uma máquina e é por isso que eu amo ela!! amo de paixão!! sua sensibilidade me encanta, seu caráter, sua simpatia... Simone esse é o nome dela, hoje é seu aniversário e escrevi isso porque não a posso abraçar nem bagunçar seu cabelo, ela mora muito longe de mim...
  Que você seja muito feliz e realize o que quiser, o mundo é seu! e esse amigo aqui também! gosto muito de você Mone! Parabéns!!


18 julho 2004

Al Fatah



 Posted by Hello

Tá com as vista cansada? tá sem óculos? é ceguim dos oios? é analfabeto? então eu leio pra você mas não se acostume porque nada é de grátis!! " Al Fatah é a mais poderosa organização guerrilheira palestina. (treinamento de um militante do grupo) " isso mesmo! treinamento de um militante do grupo, não é core??

17 julho 2004

Tom seco, ironia e descrença



 Posted by Hello

  ...na verdade descobri que em tudo ou quase tudo que escrevo ou profiro, existe um tom depressivo, uma exteriorização de ironia perante a vida e falta de credo nas pessoas... "Eu não confio em ninguém com mais de 30, eu não confio em ninguém com mais de 32 dentes" é isso ai, a real é que não se deve confiar cegamente, não vá assim tão aberto, "fé cega e pé atrás". claro que confio em algumas poucas pessoas, gosto de várias delas e aquelas das quais gosto, devem sentir isso emanando de mim, do contrário... mas o detalhe é que pessoas são como projetos mal feitos, sempre nos decepcionam, não há jeito!, é como deixar um copo de vidro cair de suas mãos, ele sempre se quebrará independente do copo... é próprio do vidro, é próprio de nós seres terrenos.
  Como não ver a vida com ironia? como não sentir o antagonismo entre o tempo e o homem, entre o sonho e o possível? é só observar a sua volta, quantas coisas estão certas e quantas estão erradas? o temor de não se saber quem somos... somos exatamente aquilo que os outros enxergam de nós mesmos, sim essa coisa de você pensar que se conhece não existe, simplesmente não existe, é duro mas não existe... Por que será que às vezes estranhamos nossa própria voz numa gravação? nosso comportamento num vídeo, por que nos vemos numa foto e pensamos: "eu estou diferente, eu não sou assim não, tá estranho" mas por que? se você há pouco se olhou no espelho? foi justamente por isso! quem se olhou no espelho foi você! e você não é o que você pensa ser lembra?. As outras pessoas podem te dizer o que você é, uma máquina fotográfica, um eletro-eletrônico qualquer pode fazer isso menos você. Isso é pura ironia, Podemos restritamente saber o que pensamos, podemos restritamente saber de nossos sentimentos porém podemos nunca exteriorizá-los, guardá-los conosco e o que está guardado não pode ser visto pelos demais, é o único poder que você tem: Esconder. Somente quando procuramos outro alguém pra desabafar é que mostramos a essa pessoa,nosso íntimo e através disso ela deduz do seu modo quem somos. Quem escuta tua confissão é teu verdadeiro conhecido.
  Agora você vai me dizer que não se importa com o que os outros acham de você... nós dois sabemos que é mentira, isso não existe, simplesmente não existe, ninguém vive sozinho, apenas não nos importamos com certas pessoas... pra essas agente não está nem ai mesmo, "eu não ligo" mas basta aparecer alguém que nos interessa e ficamos paranóicos... medimos nossos gestos, fingimos, mudamos de comportamento, forçamos atitudes... não ligamos? isso é conversa! estou dizendo que isto está errado? não, só estou dizendo que quase tudo é ironia, a mesma pessoa para a qual fingimos pode tornar-se aquela para a qual não damos a mínima.
  Regredindo na linha de pensamento acredito eu, que finalmente descobri o motivo pelo qual quase tudo que escrevo ou profiro carrega um tom depressivo, creio que seja porque enxergo grande ironia na vida e a causa disso... acho que é a falta de credo nas pessoas...

16 julho 2004

Pablo Neruda!



 Posted by Hello

  Hoje, (quer dizer, dia 15 de julho) é comemorado o centenário de nascimento do poeta  chileno: Neftalí Ricardo Reyes, dito Pablo Neruda,(Parral 1904 - Santiago 1973). O cara era um mito, foi "Cônsul do Chile na Espanha e no México, eleito senador em 1945, foi embaixador na França (1970). Suas poesias da primeira fase são inspiradas por uma angústia altamente romântica. Passou por uma fase surrealista. Tornou-se marxista e revolucionário, sendo, primeiramente, a voz angustiada da República Espanhola e, depois, das revoluções latino-americanas. Em 1974, foi publlicado o volume autobiografico Confesso que vivi. (Prêmio Nobel de Literatura, 1971)."
  Não conheco muito suas poesias mas a que mais gosto se chama 
"Puedo escribir los Versos más Tristes en esta Noche" o legal foi que passou hoje uma homenagem no programa "Metrópoles" da TVE, q foi muito massa! tb não sou muito romântico mas as dele eu gosto rsrsrs, taí uma boa dica de leitura, poesia pra alma.

14 julho 2004

Só Nos Revelamos à Noite



 Posted by Hello

We Only Come Out At Night (Smashing Pumpkins)
Nós Só Nos Revelamos à Noite

we only come out at night, the days are much too bright
Nós só nos revelamos à noite, os dias são muito iluminados
we only come out at night
Nós só nos revelamos à noite
and once again, you'll pretend to know me well, my friends
Mais uma vez, vocês fingirão me conhecer bem, meus amigos
and once again, i'll pretend to know the way
E mais uma vez, eu fingirei saber o caminho
thru the empty space
Através do espaço vazio
thru the secret places of the heart
Através dos misteriosos lugares do coração
we only come out at night, the days are much too bright
Nós só nos revelamos à noite, os dias são muito iluminados
we only come out at night
Nós só nos revelamos à noite
i walk alone, i walk alone to find the way home
Eu ando só, eu ando só pra achar o caminho de casa
i'm on my own, i'm on my own to see the ways
Estou sozinho, estou sozinho pra ver os modos
that i can't help the days, you will make it home o.k
De não evitar os dias, você chegará em casa bem
i know you can, and you can
Eu sei que você pode, e você pode
we only come out at night, the days are much too bright
Nós só nos revelamos à noite, os dias são muito iluminados
we only come out at night
Nós só nos revelamos à noite
and once again, you'll pretend to know that
E mais uma vez, fingirás saber que
there's an end, that there's an end to this begin
Existe um fim, que existe um fim pra este começo
it will help you sleep at night
Isso lhe ajudará a dormir à noite
it will make it seem that right is always right
Isso fará parecer que o correto é sempre certo
alright?
Certo?
we only come out at night
Nós só nos revelamos à noite


* Pra mim a melhor letra de Billy Corgan, é extremamente profunda e subjetiva, fala de amizade e suas decepções, fala de falta de direção e ao mesmo tempo de esperança, de se achar o caminho...fala de ajuda, fala de solidão e de como se pode estar só rodeado de pessoas, fala do amanhã e como as pessoas podem se esconder, mostrarem outra face, somente se revelam à noite (quando estão sozinhas)quando não há ninguém por perto... explica que acreditar no previsível vai nos fazer ficar tranquílos e dormir sem preocupações, sem a consciência pesada e que algo que parece o correto (pra nós) nem sempre está realmente certo... a música tem um instrumental que chega a ser infantil- proposital - mas é muito boa de se ouvir e refletir, acompanhando a letra então chega a marejar os olhos... essa foi a minha interpretação da música e você por que não faz a sua?

04 julho 2004

The Cure Lança Novo Álbum


 Posted by Hello

Por Gustavo Martins

O The Cure acaba de lançar um novo disco e, por mais estranho que possa parecer a afirmação, estão muito animados com isso. Tanto que chamaram-no simplesmente de The Cure.

"Quando eu me ouço falando sobre como fizemos esse álbum, soa quase surreal." As palavras são de Robert Smith, eterno líder da banda. "Parece que estou falando de algum tipo de terapia de grupo, mas fazer esse disco realmente mudou minha atitude sobre o que fizemos. Eu espero muito mais de nós agora".

Pela primeira vez em sua carreira (que começou lá em 1979, com o disco "Three Imaginary Boys") o The Cure topou ter um produtor trabalhando com eles na gravação do disco. E a escolha não foi nada óbvia: Ross Robinson, que é conhecido por dar forma ao som de bandas como "At the Drive-in" e "Korn". Na verdade, foi Ross quem se convidou durante o festival suíço de Nyon, apresentando-se para Smith como um fã de carteirinha da banda e dizendo que seu maior sonho na vida seria gravar um disco do Cure. "Eu soube logo depois do primeiro dia de conversa que eu queria trabalhar com o Ross. Ele acordou de novo aquela velha paixão pelo Cure que estava dormente em mim, me lembrou porque as pessoas gostam tanto do que fazemos...", diz o cantor.


 Posted by Hello

The Cure foi gravado nos Olympic Studios, em Londres, e Ross bateu o pé para que gravassem tudo ao mesmo tempo. Robert Smith explica: "Ele nos colocou numa sala bem pequena, quase um em cima do outro, olho no olho. E insistiu que eu precisava cantar ao vivo enquanto a banda tocava, porque a resposta que eu tenho deles tocando é muito diferente do que acontece quando se gravam as partes em separado. O momento em que começo a cantar de verdade, todo mundo se levanta. Nunca tinha reparado nisso antes, mas é a principal razão porque as performances nesse disco estão tão diferentes de qualquer coisa que gravamos antes".

O clipe do primeiro single, "The End of the World", é um belo trabalho em stop-motion que mostra Smith cantando em meio a uma casa maluca - ecos de "Bettlejuice Os Fantasmas se Divertem", confiram. A música é Cure puro, destilado, faz até pensar se eles já não cantaram isso antes. Mas não, não cantaram: é o sinal que as coisas podem SIM voltar a ser o que eram, continuando legais! Aproveitemos!

 Posted by Hello

*Eu costumo brincar com um amigo, de que eu já tenho toda a trilha sonora da minha vida no meu HD só falta o filme. Dentro dessa trilha uma banda que com certeza está dentre as melhores e mais queridas é o Cure, desde a primeira vez que vi "Friday I´m In Love" num clipe jurássico eu passei a adorar a banda, Robert Smith com aquela voz inconfundível e a harmonia de guitarras e bateria estilo anos 80 motivam qualquer um. Não existe uma pessoa falar em Rock sem lembrar de "Boys Don´t Cry" seu grande sucesso... sem lembrar do The Cure, é como Beatles, Led Zeppelin, Iron, Doors, Ramones ou Smashing Pumpkins... é como dar a festa sem o aniversariante estar presente ou ser lembrado, simplismente não existe. Já ouvi o single e vale muito a pena baixar! esse vale a pena comprar o CD.

02 julho 2004

O Botijão Nosso de Cada Dia


Posted by Hello
Loading°°°by Facom - Ufba

"Vem ver com os próprios olhos,
vem ver a vida como ela é,
sem filtro na veia..."
(Na Veia - Dançando no Campo Minado - Engenheiros do Hawaii)

Há dois dias um guri veio me pedir dinheiro chorando, pedia seis reais pra "inteirar" o gás da família, o senhor de meia idade em frente a clínica oftalmológica já havia lhe dado a negativa e eu que passava na hora não pude me permitir negar. Só tinha cinco reais na carteira e notei que também precisava de ajuda (Deus me perdoe pelo humor negro).
Dei o dinheiro e me senti impotente pois o gás só dura cerca de um mês e agora mesmo não sei dizer o valor de um botijão, não sou eu quem compra mesmo... eu só faço girar o botão e o fogo acende como mágica! O cara da Brasilgás chega aqui de macacão azul com um no ombro, pede licença e coloca na casinha enquanto eu tomo café - toda vez eu me encontro na cozinha tomando café - enquanto o cachorro daqui fica uivando por causa daquela musiquinha do caminhão (deve haver alguma relação neurosensorial). Vez ou outra eu troco um botijão, faço de mal gosto e venho rolando ele por uns 30 metros, do fundo da casa até a cozinha vendo a hora daquilo explodir, pra não pegar peso, passo uma bucha encharcada de detergente e dou o aval técnico:
- Pronto tá beleza, não tá fazendo bolha não, entrega a Deus...

O guri estava quase em lágrimas como se eu fosse sua única chance, o último recurso. O cidadão de meia idade me olhou censurando como quem fala:

- Que nada ali vai gastar com droga ou outra coisa, família? isso é conversa!!

Penso de outra forma, penso que o direito deve ser dividido, o benefício deve ser dividido. Se um pedinte qualquer te pedir dinheiro você deve dar? qual o critério? Esmola para alguns é como um fundo de investimento, queremos até mesmo controlar onde e como ela deve ser gasta por outrem, já que ela saiu do nosso glorioso bolso.

-"Ali vai gastar com cachaça!" - talvez sim, talvez não... enquanto isso continuo tomando meu café placidamente, sem me importar muito com as formigas pidonas no meu açucareiro.


Hoje é feriado de Independência da Bahia e aniversário de meu irmão Bergson, parabéns em Neiva rarara!!!