Ocorreu um erro neste gadget

Advertência!

O conteúdo deste blog pode, literalmente, projetar você para algum lugar no tempo-espaço...

Translate

28 agosto 2005

Para minha amiga Carol

Uma página em branco é toda a oportunidade de ser criada nela um universo qualquer, uma alegria espontânea específica, um olhar para o horizonte, uma gota que cai na testa... será que vai chover? chuva de lágrimas? não! a tristeza adormeceu ternamente em tua alma, fez sentido o raio concêntrico de luz surgindo em silêncio até emitir sons ao coração, nas batidas arritmadas de um inepto e novo coração.A melancolia é a mais surda entonação de voz presa, até o próprio eco recebe de volta uma resposta... é natural que a chuva precipite da cinzenta nuvem que formava aquela figura no céu porém, lágrimas não são tão naturais quando se está gotejando lembranças, cometas passam pelo escuro do teu quarto e não percebes, estrelas cadentes cintilam, um curioso truque do tempo... imperceptível motivação nas coisas, sorriso escasso até romper-se o casulo que estas formas nas nuvens cristalizaram. Despertando para uma expressão no olhar antes nunca vista, um emanar de sentidos que encontram reciprocidade extraordinária e uma nova forma... mais bela, mais concisa, mais eterna.