Ocorreu um erro neste gadget

Advertência!

O conteúdo deste blog pode, literalmente, projetar você para algum lugar no tempo-espaço...

Translate

14 julho 2005

Mosca Noturna


Posted by Hello

Uma mosca noturna pousa em meu braço
Livre do abraço de alguém
Pousa em minha alma
Repousa em cansaço
Repousa com calma
Espanto-lhe o bem

Vagando a noite entre o espaço
Voando com ânimo escasso
Deseja o contato porém
Não é bela nem voa em compasso
Não a permitem sentir o melaço
É rejeitada e morta também

A boca do copo é o que resta
Da porta o que sobra é uma aresta
A beirada da mesa, a beira do abismo
Se tivesse boca emboçaria um sorriso
Se um doce a convidasse pra festa

Império de gigantes e feras
Veneno em pequenas esferas
A mão de ferro, a espreita
As jacas transmitem suspeita

Plantas carnívoras, aranhas
Sapos, lagartos, louva-a-deus
Adeus mundo cruel, adeus às sopas
Camaleões, não comem leões
Comem moscas
Nossas conhecidas toscas
Que gostam de mel

Mas o amor não as sufoca
Sangue, suor e lágrimas
Não são fluidos de mosca
Não se preocupam com rimas

Elas nos acham lentos
Mesmo com tantos talentos
Tantos sentimentos
Moscas não choram por dentro...

06 julho 2005

O Circo


Posted by Hello

O circo chama pra brincar, não mais o "pão e circo" mas, o novo e antigo espetáculo da terra estende suas lonas para o encantamento geral - de uma platéia maravilhada com as cores, as luzes e talento que vai do palhaço ao domador de tigres - Emoções voam com os saltos mortais dos trapesistas, o mágico retira da cartola a íris incrédula das crianças pois o coelho, mais branco que a neve, surge no ar. O atirador de facas, de olhos vendados por um lenço negro, lança quase que todas elas nos corações do público nervoso e apreensivo, que as teme mais do que a própria moça atada ao círculo. A Pipoca e o algodão-doce permanece na metade da distância entre a embalagem e a boca quando o engolidor de espadas faz seu número inacreditável e depois cospe fogo em labaredas flamejantes... alguém a 2 metros, tira uma fotografia na qual aparece você e sua família sorrindo,e ela é revelada na saída do grande show. Depois de vários dias o rei da magia baixa suas lonas e retira o picadeiro de cena, entra a viajar por todo o mundo deixando saudades a quem viu de perto sua fabulosa essência... talvez um dia ele volte, talvez as coisas estejam diferentes quando ele voltar, e você não sinta mas seu velho coração bater como antes... a felicidade é um velho circo cheio em todas as suas cadeiras, a vida são os artistas que se apresentam no picadeiro e vc é o espectador naquela antiga fotografia com marca de sorriso que talvez tenha se esquecido de sorrir nesses dias nublados, palhaços que sabem chorar te convidam com outro ingresso todos os dias, todos os dias...