Ocorreu um erro neste gadget

Advertência!

O conteúdo deste blog pode, literalmente, projetar você para algum lugar no tempo-espaço...

Translate

27 novembro 2007

Palavras que não são para serem lidas por você

Posted on 11/27/2007 10:54:00 AM by Théo, desarmado por um sorriso..


Acordou antes do sono, levantara, despertara, mas continuava dormindo. Em meio aos cochichos no canto da sala, saiu, sentou-se e não abriu os olhos, ao contrário, fechou-os para que aquecessem o papel frio pela madrugada, abriu sim, mas uma pequena e empoeirada gaveta para apanhar alguns lápis e uma caneta, foi quando imaginou ouvir e ouviu. Inclinou-se, encostou a orelha e jogou os olhos, agora no interior dessa mesma gaveta, pra ver se entendia o que ouvia. Eram murmúrias e lamentos, algumas vezes, espirros, abriu mais, até o limite, foi quando pode então ver, tantas palavras adoecidas, tão tristes, enfraquecidas, umas eram mais velhas, estavam de óculos, cabelos grisalhos, nem se usa mais, outras já calvas, a maioria de bengala em punho, equilibrando-se assim, pois esqueceram-se de como se equilibrar entre elas, sequer conseguiriam formar uma interjeição, negação, uma afirmação, outras mais jovens, ainda de fraldas e chupeta choravam baixinho também, eram inexperientes demais para soarem, eclodirem, estavam cabisbaixas e fracas, faltava-lhes alimento. Pensou em fechar rapidamente a gaveta e fingir que nunca as vira, mas era impossível para ele que tinha tantos sentimentos nos dedos e elas continuariam lamentando alto, resolveu então que faria o que julgava certo, e o fez. Apanhou uma por uma e as afagou, as esfregou, apertou junto ao peito para aquecê-las novamente, a umas lavou e regou com lágrimas, a maioria precisou de borracha para desfazer os deslizes gráficos, as desconcordâncias verbo-nominais, a outras o choro de imediato foi calado quando viram a caixa de giz de cera que ele apanhara para colori-las, que lindo que era de ver, ficaram todas radiantes de alegria, seria verdade mesmo que os Lápis de Cor, os de Cera, logo eles, aqueles seres superiores as iriam pintar? Afinal, eram eles anjos de cor. E desse modo foi, uma a uma foram coloridas, algumas precisaram ser completamente refeitas, em gênero, número e grau diferente, mas ficaram de fato todas contentes. Agora, não mais precisavam das bengalas, que por sua vez foram abandonadas na sala, já que podiam equilibrar-se entre si, apenas com a ajuda de algumas preposições, e assim, frases inteiras, períodos e orações, tudo cheio de emoções eram criados, e juravam as palavras que estariam sempre ao seu lado enquanto vivessem ou elas ou ele e foi bom de ouvir. Sorriu ele satisfeito com o trabalho, o papel, agora aquecido lhe pareceu por um instante sorrir também e as palavras lhe escorregavam pelos dedos, brincando, gritando e fazendo algazarra, como num parque sábado à tarde. O mesmo papel, antes branco, agora azul, era a piscina na qual se jogavam estas mesmas palavras, tão felizes, tão felizes, a troco de nada.

No Response to "Palavras que não são para serem lidas por você"

Leave A Reply

Comente como queira...