Ocorreu um erro neste gadget

Advertência!

O conteúdo deste blog pode, literalmente, projetar você para algum lugar no tempo-espaço...

Translate

01 junho 2004

Tudo o que queremos viver

Posted on 6/01/2004 06:28:00 PM by Théo, desarmado por um sorriso..

Tenho pensado muito em como as coisas parecem terem uma tendência quase que natural a falirem, talvez, penso eu, seja tão somente reflexo das minhas limitadas capacidades e das minhas imperfeições; Certo é que em tudo tenho tentado ser pleno, empenho-me sem reservas naquilo que empreendo, afinal, assim é a natureza das coisas, entregar-se ao que faz-se necessário, coisa semelhante ao faminto que por não ter outra escolha, mendiga miseravelmente o pão, desventura de vida o obriga a tanto. Todavia, há uma situação que talvez importe não haver tanta dedicação, e esta não é outra senão a de ter alguém, e alguém para a vida inteira.Talvez importe não ligar todas as noites para saber como foi o dia dela(e), talvez importe não dizer como você a(o) ama, nem o quanto ela te é importante.Talvez importe não ser sempre você quem pede desculpas primeiro, (às vezes, só você) e diz que os dois “devem esquecer mais essa briga infantil e que tudo o que quer é não perdê-la(o), pois a(o) ama muito” e, outra vez, diz não ter ela(e) noção de o quanto significa para você. Talvez importe que pense uma vez mais antes de, em se encontrando bebendo em meio aos amigos, não deixar que percebam teus olhos marejados como que dos filhos pequeninos ao sentirem falta dos beijos e dos doces afagos dos pais que acabaram de castigá-los tão somente por fazerem barulho ao brincarem, talvez também importe não sorrir tanto e não ser sempre tão simpático. E quem sabe talvez, já seja hora de você aprender a não olhar para trás quando essa pessoa tão importante, essa pessoa tão especial, sim, essa pela qual teu coração bate, arde e dói, essa que vistes e sonhastes um dia estaria ela ao teu lado já sendo velhos, mas com os mesmos sonhos de bilateralidade, e ela(e), ainda que enfadada pelo tempo, possui nos olhos o mesmo brilho cristalino, possui nas mãos, a mesma agitação em gesticular deveras ao falar, nos cabelos, o mesmo perfume dos primeiros dias, e finalmente, no sorriso, o mesmo dom (quase faculdade) de te fazer tranqüilo e notoriamente feliz, sim, talvez já seja realmente a hora de conseguir não olhar para trás já que ela(e) simplesmente não olha de volta ...

“Olha em direção a quem vai está esperando teu olhar”

Honestamente, é isso o que eu quero viver.

No Response to "Tudo o que queremos viver"

Leave A Reply

Comente como queira...