Ocorreu um erro neste gadget

Advertência!

O conteúdo deste blog pode, literalmente, projetar você para algum lugar no tempo-espaço...

Translate

31 outubro 2005

Conselho de Amigo

Posted on 10/31/2005 05:32:00 PM by Pedro Neiva



Se eu tivesse que dar-te um conselho eu diria: “Seja racionalmente sincero”;
Costumamos causar dor a quem nos é próximo e íntimo, julgamos que o peso de nossas palavras recai como pena aos ouvidos alheios... no mínimo cócegas estas fariam se em verdade não fossem pesadas como chumbo.
Porque não somos sinceros sempre e sim, somos sinceros quando queremos ser.
Porque não somos sinceros com nós mesmos e sim, sinceros quando apontamos para o lado.
Se eu pudesse dar-te um conselho, diria “pare de queixar-se”;
Seu fardo não é maior que a força que tens em carregá-lo, muitos dos nossos problemas são germens de nossos “trigos” mal colhidos, são frutos dos nossos defeitos mal tolhidos e como conseqüência nos causam desventura. Tristes as, tristezas vãs, tudo passará através de nossos olhos atentos, escorrerá entre os dedos, virará pó e esquecimento. Antes disso o sofrimento será opcional como num kit compre 2 e leve 3 de supermercado.
Se eu pudesse dar-te um conselho, diria: “Não queira impressionar”;
Impressione-se primeiro, a admiração vem quando nos tornamos nós mesmos, espontaneamente, livres de engodos e artificialidades, o mundo nos ouvirá mesmo em silêncio profundo.
Se eu pudesse dar-te um conselho, diria que conselhos são travas de segurança doadas por amigos para desavisados temporariamente: daltônicos cegos, maestros surdos, mestres mudos e tímidos sinestésicos.

No Response to "Conselho de Amigo"

Leave A Reply

Comente como queira...